29 maio 2008

Compartilhar é saber: a alquimia das multidões.

Recomendável a leitura deste breve comentário ao livro Comment le Web change le monde, de Francis Pisani e Dominique Piotet (Editions Pearson, 2008), um estudo sobre o fenômeno de uma extraordinária forma de sociabilização que vem sendo experimentada pelos usuários da internet.Internet ou l'alchimie des multitudes. Matéria publicada no jornal Le Monde, de ontem.

Estranha honra muçulmana.

Intrigante matéria publicada hoje pelo jornal alemão Der Spiegel, a respeito da situação de desproteção e desamparo em que vivem as mulheres muçulmanas na Alemanha.

27 maio 2008

Histórias diferentes: Monumento às vítimas do holocausto homosexual.

Interessantíssima matéria (Remembering different histories) publicada hoje pelo jornal alemão Der Spiegel, com link para entrevista com o arquiteto Peter Eisenman.

26 maio 2008

Um pouco mais de Entre les murs.

Matérias publicadas nos cadernos de cultura dos jornais Le Monde, La Nación e The New York Times , sobre o filme do diretor Laurent Cantet, Entre les murs, ganhador da Palma de Ouro em Cannes.

25 maio 2008

Entre les murs.

Um pouco sobre o filme vencedor. Como não se trata de nada holywoodiano, pouco provável que chegue logo por aqui. Entre les murs, o premiado filme de Laurent Cantet, em matéria publicada há pouco pelo jornal francês Evene.

Lévi-Strauss: o elogio do trabalho manual.

Publicado ontem pela Revista Ñ, o caderno de cultura do jornal argentino Clarin, um discurso até então inédito em castelhano (e em português também) de Claude Lévi-Strauss, "o último dos grandes clássicos". Leitura absolutamente necessária.

24 maio 2008

Explicar é submeter.

Entrevista com o filósofo francês, Jacques Rancière, aluno de Louis Althusser, sobre o seu livro El maestro ignorante (Libros del Zorzal), em que explica a teoria de Joseph Jacotot, sobre o caráter emancipatório da educação: "La explicación constituye el principio mismo del sometimiento". Publicada no caderno ADNCultura do jornal La Nación, em 10 de maio de 2008.

Sophie Calle e sua dor esquisita.

Interessante esta com a artista francesa Sophie Calle, publicada hoje no caderno ADNCultura do jornal La Nación: "Tengo una idea cada dos años". No jornal de cultura francês Evène, pode ser vista uma matéria sobre a exposição 'Prenez soin de vous', que acontece em Paris.

23 maio 2008

Crescer de forma rápida e durável não é um milagre.

Interessante o relatório da Commission on Growth and Development, contendo o ponto de vista (além de recomendações sobre como desenvolver de outra forma, como realizar uma globalização menos selvagem), de 21 especialistas e homens de caráter de todo o mundo. Leitura plenamente recomendável.

22 maio 2008

La mujer sin cabeza de Lucrecia Martel.

A diretora argentina mostra mais um filme: La mujer sin cabeza, cinema introspectivo e des-espetacularizado. Martel despertó reacciones diversas en Cannes. Matéria publicada hoje no jornal La Nación.

20 maio 2008

Imagens da decadência da guerra. O trauma dos homens em Ibn Rushid.

blog it
Os males humanos, a revolta, a desordem agora agravados pelas conseqüências da guerra insana disparada contra os homens de Bagdad, lotam o consultório e os corredores do hospital psiquiátrico Ibn Rushid, no centro da cidade. Matéria publicada hoje no jornal The New York Times, acessível através do link acima da foto. Uma versão em português foi publicada também hoje pelo portal UOL.

A China conquista a África.

Bela reportagem documental publicada ontem pelo jornal francês Le Monde, a propósito do livro de Serge Michel e Michel Beuret, com fotografias de Paolo Woods, dando conta de uma das mais recentes peripécias da globalização - a ocupação da África por milhares de migrantes chineses. Há um resumo desta matéria no caderno de notícias do portal UOL, cujo título é A história da 'Chináfrica' ou a aventura dos chineses no continente negro. Interessantíssimo.

Incêndio no prédio da Filarmônica de Berlim.

Para ver e pensar, nestas e em outras imagens publicadas no álbum de Imagens do dia do portal UOL .

19 maio 2008

William Utermohlen.

Complemento à postagem anterior.

A arte possível na dementia.

Impressionantes estes auto-retratos do artista alemão William Utermohlen, que viveu nos EUA e que ilustram o seu padecimento do mal de Alzheimer por um período de aproximadamente 40 anos. Matéria publicada no jornal The New York Times de hoje.

18 maio 2008

Maio de 68, outra vez.

Texto do escritor argentino Alan Pauls (o autor de O passado, transformado em belo filme por Hector Babenco), publicado no jornal argentino Página 12, em 04 de maio de 2008, quarenta anos depois do maio de 68: La relación cero y la alegría.

Said, o espectador exilado.

blog it
Artigo de Tzvetan Todorov, publicado na edição de 16 de maio de 2008 do jornal francês Le Monde, sobre o importante pensador das questões do nosso tempo, Edward Said. Monde.fr. Uma tradução de parte deste texto foi publicada no jornal Folha de São Paulo, Caderno Mais!, de hoje.

Odisséias das novas profissões.

Interessante estudo realizado pelo Instituto de Estudos Avançados e Transdisciplinares da Universidade Federal de Minas Gerais sobre as profissões do futuro. Ver matéria publicada no Boletim da UFMG, no. 1608, de 06 de maio de 2008.

15 maio 2008

O cinema feito às cegas.

Matéria publicada hoje no jornal La Nación sobre o lançamento, no Festival de Cannes, do filme Blindness, adaptação para o cinema do belo livro de José Saramago Ensaio sobre a cegueira.La apertura, entre polémicas y decepciones. Ler ainda a respeito desse filme matéria publicada no jornal de cultura francês Evene.

11 maio 2008

Memória de Bob Dylan.

Evocação da vida em Greenwich Village nos anos 60. Girl From the East Country (O.K., Queens). Matéria publicada hoje no jornal The New York Times.

Bela entrevista de Nelida Piñon.

Interessantíssima esta entrevista com a escritora que se diz uma mulher com "doble imaginario y dos visiones del mundo. " "El erotismo está desapareciendo de nuestra vida" . Publicada hoje no caderno Cultura do jornal argentino La Nación.

07 maio 2008

Maio de 68.

Assembléia da CGT francesa, em 24 de maio de 68.
Um número especial do jornal francês L'Express, sobre 1968, "o ano que mudou o mundo", agora..., quarenta anos depois. Imperdível para os que viveram os "soixante" e mesmo para aqueles que apenas leram alguma coisa ou... simplesmente, ouviram falar desses anos.