Lançamento do livro “Celso Furtado - Correspondência intelectual 1949-2004”


Rosa Freire d’Aguiar, Luiz Felipe de Alencastro e Paulo Nogueira Batista no encontro virtual para o lançamento do livro que reúne cartas de Celso Furtado com vários interlocutores brasileiros e estrangeiros (14 Abr. 2021).

"Além dos mais de trinta volumes em que se dedicou a compreender e interpretar a história econômica brasileira, Celso Furtado deixou cerca de 15 mil cartas em seu acervo pessoal. Organizada numa seleção inédita, a correspondência revela não apenas seu dia a dia como professor e pesquisador, mas também um diálogo efervescente de ideias com outras figuras de proa da época, com quem Furtado dividiu reflexões sobre o desenvolvimento do Brasil e da América Latina, afinidades e discordâncias teóricas, e as angústias decorrentes do golpe militar de 1964.

Classificadas entre interlocutores brasileiros e estrangeiros, e ora agrupadas em eixos temáticos, as quase trezentas cartas vêm acompanhadas de textos introdutórios e de um rico aparato de notas, que contextualizam os personagens e eventos históricos. O resultado é uma janela singular tanto para a vida e a obra do autor de Formação econômica do Brasil como para as discussões intelectuais que pautaram o mundo pós-Segunda Guerra Mundial."

Nenhum comentário:

"O homem amarelo", de Anita Malfatti

" O retratado, segundo Anita, era um homem pobre, excluído e desconhecido, um imigrante italiano que lhe pediu para posar para ela, com...