Leyla Perrone-Moisés relembra Cortázar e Leminski em textos de memória

"Em ´Vivos na memória´, a crítica literária conduz o leitor por aventuras intelectuais mas também por aspectos mais mundanos de figuras que a influenciaram.

A partir da próxima sexta-feira (4), chega às livrarias o novo livro da crítica literária Leyla Perrone-MoisésVivos na memória. Nos textos, a autora conduz o leitor por aventuras intelectuais mas também por aspectos mais mundanos de figuras como Samsor Flexor, Décio de Almeida Prado, Antonio Candido, Roland Barthes, Haroldo de Campos, CortázarLeminskiSaramago, Derrida, Lévi-Strauss, entre muitos outros[...]
Ela traz um olhar sobre diversas trajetórias, em contextos muitas vezes inéditos (em que se destacam a intimidade ou saborosas anedotas do cotidiano), sem prejuízo da fina análise e da verve narrativa pelas quais se tornou conhecida a grande crítica."

"As memórias são um gênero cultivado por pessoas longevas que têm muito a contar sobre suas vidas. Eu não tenho nada de especial para contar a meu respeito, mas tenho muito a contar sobre pessoas que conheci." (Leyla Perrone-Moisés. Revista Rascunho) 

Nenhum comentário:

Poéticas das cidades 4

   Foto: Revista Prosa Verso e Arte O tempo nas cidades " O tempo pode ser encarado das mais diversas maneiras; eu, como não sou filóso...